Tag Archives: Emirates Cup

A importância de se valorizar a marca

30 jul

Neste exato momento que vos escrevo, Arsenal e Boca Juniors disputam partida válida pela Emirates Cup, torneio amistoso que leva o nome do principal patrocinador dos Gunners e por quê não de seu estádio, o Emirates Stadium, palco que é sede da competição desde 2007 quando abrigou a primeira edição. Mas o importante não é o torneio, e por incrível que pareça, também não é o Arsenal.

O Boca, uma das maiores marcas do futebol mundial, não está em Londres pelo simples convite para disputar jogos na Europa. A participação do clube argentino no pequeno torneio é mais uma manobra de marketing do Boca para continuar promovendo sua marca mundo afora, já muito valorizada. Na tarde de ontem (sexta-feira, 29), a equipe de Riquelme apresentou, em um belo castelo em Londres, seu novo uniforme para a temporada 2011/2012 com a famosa faixa amarela, que agora continua também pelas mangas .

Boca Juniors postado para foto oficial da apresentação de seu novo uniforme, no castelo em Londres.

Com todo esse aparato de propaganda, aliado ao fato de também jogar com grandes da Europa, é certo que o peso da instituição Boca Juniors ganha ainda mais força para os olhos do continente e de todo o mundo do futebol, não deixando de ressaltar a inteligência de nossos hermanos ao fortalecer a imagem de seu clube em um dos – senão o – território(s) hoje mais quente(s) no que remete à paixão pelo futebol e à qualidade dos campeonatos, que é a Inglaterra.

Enquanto a marca Boca Juniors cresce e se lança ao marketing mundial, nossos clubes não procuram o mínimo de valorização fora do país – alguns nem no próprio país buscam intensificar a força de sua imagem. Valorização essa que praticamente só se origina das disputas de torneios internacionais como a Libertadores e o Mundial de Clubes, que pode não contar com brasileiros eventualmente. Ainda que algumas tentativas, como a do Internacional recentemente, sejam feitas, é contudo muito pouco para que conheçam suficientemente bem os nosso clubes a ponto de conseguirmos um fortalecimento de nossas marcas (clubes) lá fora. E olha que o Boca não tem imposto medo em ninguém ultimamente dentro das quatro linhas. Já fora dela, assusta e muito aqueles que (como nós) não estão acostumados a ver o que um grande clube é capaz de ser além do oceano, longe dos nossos olhos.